terça-feira, 8 de janeiro de 2008

Clóvis de Moraes

Há tempos que estou devendo umas imagens do Clóvis de Moraes. Ele já apareceu por aqui, porém na cola do Pedro Victor de Lamare, em uma prova de F-Ford em 1972.

Não sabia que ele tinha sido homenageado nas 12 Horas de kart em Tarumã em Dezembro último. A matéria com mais detalhes está no site do Velopark e algumas imagens, como essa abaixo, podem ser vistas no site Kart Gaúcho.


Acho muito legal quando esse tipo de reconhecimento acontece. Esse pessoal da antiga já fez muito pelo automobilismo e tem muita história para contar. Merecem todo o respeito daqueles que gostam do esporte.

Quando posso, eu tento lembrar desses ícones aqui no Blog e procuro prestar uma pequena homenagem, seja através de histórias ou imagens. Tenho algumas do Clóvis. Espalhadas entre jornais, revistas, etc. Reuní algumas que estavam mais "a mão", mas prometo que vou procurar as outras para contar um pouco da história desse piloto e preparador que muito divulgou o nome do RS no Brasil e no mundo.


A primeira imagem mostra o Clóvis em Tarumã, em 1967 guiando o kart #22. As duas seguintes são de 72, durante o Brasileiro de F-Ford, campeonato esse que faturou três títulos, além dos cinco do campeonato Gaúcho. A última é de 74.

Ainda essa semana pretendo publicar mais algumas do Clóvis.

Fonte das imagens: site Kart Gaúcho (Dudu Leal), Revista Quatro Rodas, Revista Grid.

5 comentários:

walter disse...

Clóvis de Moraes: VIVA!!!
Esse cara pilotava muito, acertava carro como ninguém!
Precisamos falar mais dele.

Joaquim disse...

Leandro,
Sem esquecer que Clóvis de Morais foi o primeiro kartista brasileiro a participar de um campeonato mundial( creio que em Vevey, Suiça, 1968).Corria na categoria 100 cc com um chassi fabricado por ele mesmo, tinha uns tanquinhos meio quadrados na lateral. Clóvis espantou o mundo automobilistico nacional quando em 1971 já incomodou os favoritos Chiquinho lameirão e PV de Lamare, no primeiro campeonato brasileiro de F-Ford. No ano seguinte já era campeão.
Grande figura, grande piloto, homenagem mais que merecida!!

Anônimo disse...

ôi
Além de acelerar muito, ele sempre tinha o carro mais bonito, mais limpo, impecável...
Abs
Júlio

Anônimo disse...

Clovis também demonstrou toda a sua versatilidade ao vencer em trio com os irmãos Clemente as 25 Horas de Interlagos, com um Maverick, em 73.

Beto Monteiro disse...

Clóvis, o gaucho pé de chumbo, corri algumas provas de kart tendo-o como concorrente, e me lembro que ele corria de macacao branco, e nunca se sujava de graxa, ele e tb o saudoso Luizinho Moura Brito.
Participem do Vintage Kart Brasil no face, onde todo o passado está sendo registrado.
Eu mesmo, acabo de me referir ao Clóvis e achei esse site muito bom tb se referindo a ele
Parabéns
Abr
Beto Monteiro
Londrina